sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

O PAÍS ONDE MORO: Carta para Mariazinha I


Mariazinha vive longe, vive na minha imaginação e quer notícias do país onde moro. Chega mesmo a ser muito exigente. Vou tentar manter-me fiel à promessa que lhe fiz e escrevo algo para ela todas as sextas feira.

Olha Mariazinha, tens a mania de me crucificar acusando de nunca te mandar notícia daqui do país onde moro. Tens que entender que as vezes nos habituamos nas coisas de tal maneira que deixamos de ver a "notícia" que elas podem ser para quem não as vive como é o teu caso. Pense nos linchamentos por exemplo Mariazinha, acontecem tão frequentemente que que a gente acaba se habituando a eles, já não nos causam a repulsa de antes. Se vou-te contar do Mário por exemplo é porque ele não chegou a ser linchando. Era apenas um rapaz(22 anos) a quem os deuses tiveram misericórdia suficiente e moveram tudo para que mesmo depois de lhe terem colocado o "colar da morte" ele não chegasse a morrer. Podes ver a foto dele lá no meu cantinho das palavras dá para perceber que Mário viverá o resto dos seus dias marcado pela experiência de ontem.
Olha Mariazinha, notícia que é noticia mesmo é velho caso do nosso PGR. Esse mesmo sim o famoso Augusto Paulino que se tornou famoso de pois de ter julgado o famoso caso Carlos Cardoso. Dizem que ele usou mal uns 300 paus do tribunal. 300 paus Mariazinha deve ser uma ninharia para gente grande como ele "mas a ocasião faz ladrão" sabes como é Mariazinha. Esse assunto é importante porque já muito tinta correu a sua volta. Falou-se e escreveu-se muito em torno disso.
Sabes como as pessoas olham as coisa de forma diferente Mariazinha. Uns juram de pés juntos que o PGR é inocentíssimo. Se desses uma olhada para os artigos do velho Paul Fauvet lá no allAfrica ficavas a saber como ele tem a certeza que o Zambeze(semanário da esquerda ou direita, nem lembro mais que lado é qual) está numa campanha de difamação contra o santíssimo PGR. O próprio PGR Mariazinha chegou a "ameaçar" processar o jornal.
Mariazinha eu penso que desta vez(Paulino no banco dos réus) fomos de novo enganados. Não é fome de justiça que fez com que decidissem "julgar" Paulino e com a urgência que parecem ter, eu penso que pretendem apenas lhe "limpar o traseiro" bem antes de ir ao parlamento falar do "estado bom" da justiça em Moçambique. Quem não sabe que os "chatos" dos deputados da oposição não deixariam passar essa de PGR arguído mal esclarecido? Vamos esperar para ver Mariazinha e sempre que a notícia me parecer notícia eu te mando alguns recados.
Olha Mariazinha o país onde mora não anda como nos dias de ontem não. Sabe como o povo era pacifico? Engolia sapos e calava? Olha que desde o 5 de Fevereiro a coisa mudou. Há muita gente revoltada e expressando essa revolta. O barulho dos chapas não parou ainda não e pelo que vejo cedo não vai parar. Enquanto isso Mariazinha o nosso presidente foi dar um voltinha lá pelo "the Netherlands", precisa de ar fresco sabe como é? O ar de Moçambique anda todo pesadinho, poluído pelos fumos de pneus queimando nas ruas das manifestações ou nos pescoços dos Mários. Mariazinha uma notícia mais minhas, voltei á escola e só está sendo bom. Tenho um monte de colegas com os quais discuto mundos que pouco ou nada tem a ver com o curso. ontem por exemplo falamos da recente conferência Internacional de Lésbicas. Como podes imaginar uns ficaram dum lado e outros ficaram doutro. Oque penso que falta e falta é a capacidade de argumentar. Defender de forma lógica oque pensamos. O homossexualismo não presta? Porque? E basta eu perguntar porque alguém acha que não presta, pensam que quero com isso dizer que presta. E se presta como defender isso com argumentos claro. Essa vida de estudante vai me proporcionar bons momentos para conhecer as pessoas e logicamente me conhecer a mim mesmo. Vou terminar Mariazinha. Correndo tudo bem voltamos a falar na próxima sexta feira. Por falar de sexta feira quero que saibas que estou me ajustando a nova realidade de estudante e as sextas feira, os fins de semanas passaram a ter um novo significado.
Até lá um abraço

6 comentários:

ximbitane disse...

Nelson, lembro-me de ter comentado num dos teus artigos, sobre este assunto, que "não havia fumo sem fogo". Vamos é ver como é que se vai apagar essa fogueira que arde debaixo da terra como quem faz na produção de carvão.

Nelson disse...

Oh Ximbitane é de arrepiar a situação que se vive. Quem acreditará num sistema judicial como o nosso? Como eu disse na postagem é tudo uma farsa. E tem gente defendendo essas farsa. Vê se pode Ximbitane...

micas disse...

Como também sou Maria(zinha)e também vivo longe, vou querer acompanhar as tuas cartas das 6ª feira para saber do teu/nosso país.

Mas,....dá-me notícias boas, tá? É que sabes, acho que o meu país está a perder as cores do arco íris, está a ficar coberto com uma nuvem tão cinzenta....

Nelson disse...

Oh Micas...Como eu queria poder te dar só notícias boas, mas elas são tão raras ultimamente que nem posso te prometer...Olha que os que tem a caixinha de lápis de cor estão fazendo pouco ou nada para que o arco íris de cores bonitinhas continue no país. Não vou poder fazer tanto...

micas disse...

Amigão!

Ao contrário do que pensas também tu ainda que com traços finos e leves, estás a ajudar a repintar esse país.

Força e aquele abraço!

nelson disse...

Oh Micas tens toda razão. É a vontade de querer/poder fazer muito mais que "infimiza" oque fazemos. Gratificante saber que mesmo o pouco que fazemos vale a pena.