domingo, 19 de julho de 2009

PONTE SOBRE O RIO ZAMBEZE: o nome da minha ponte


Vou fazer tudo ao meu dispôr para poder estar presente em Caia, nas cerimónias da inauguração da minha ponte. A ponte sobre rio Zambeze. Passarei por ela assiduamente, por isso já vou considerá-la minha ponte. Minha e de toda minha gente que vai se ver livre duma vez para sempre, de todas as chatices que a falta da ponte nos criava. Não vamos nunca mais aturar as longas filas de carros para entrar nos batelões, nem correr o risco de “ficar no rio” durante as perigosíssimas atravesias de canoa na época das chuvas. Tudo isso e muito mais, vai ficar para a história.
Anda gente discutindo por ai, em torno do nome da minha ponte, como é que ela se vai chamar? Para além de ser minha ponte, ponte sobre o rio Zambeze, ponte que vai acabar com as minhas chatices, acham que ela tem de ter um “nome próprio”. Nome próprio não. Tem de levar o nome de alguém. Eduardo Mondlane, Samora Machel, Joaquim Chissano, Armando Guebuza ou sei lá quem mais. Porque Guebuza, porque Mondlane, porque Chissano? Vão perguntando. É importante discutir isso tudo, eu penso, mas para mim, a minha ponte já tem nome e estou satisfeito, e mesmo que não tivesse, seria minha ponte e acabaria com as minhas chatices.
Fala-se por ai que a minha ponte será usada para campanha eleitoral, estamos no ano das eleições. Eu só quero minha ponte. Ao passar por ela nem me vou lembrar como ela se chama.

14 comentários:

Reflectindo disse...

De facto, passo pelas pontes da Ilha de Mocambique e a do Lúrio sem me preocupar em saber algumas vezes tiveram nomes de pessoas. O que mais identificará esta ponte? Vamos ver como é que a nossa gente satisfeita pela conclusão a identicará.

Que mais pontes e novas estradas venham, pois a situacão de comunicacão é complicada em Mocambique no período chuvoso.

Nelson disse...

Diante da inquestionável importância dessa ponte, discutir-se-lhe o nome é que nem discutir o sexo dos anjos.

micas disse...

Antes de mais deixa-me dizer:
Até que enfim, voltaste!!!!!

Quanto à "tua" ponte, que ela seja também a ponte de todos os Moçambicanos. Que mais pontes nasçam.Mais e melhores estradas. Pelo progresso dessa maravilhosa terra.

O nome é sem dúvida importante.Mas...não se mudam o nome às coisas volta e meia?

Então que a ponte fique.O resto...é o resto

micas disse...

Antes de mais deixa-me dizer-te:
Até que enfim, voltaste!!!!

Quanto à "tua" ponte, que ela seja também a ponte de todos os Moçambicanos.Que ela traga mais progresso. Que nasçam mais pontes, mais estradas.

O nome é importante sim.Mas...não mudam volta e meia o nome às coisas?

Então, que ela fique! Para o bem de todos. Que cada um faça dela a sua ponte!

Um abraço e volta mias vezes

Nelson disse...

Obrigada Micas pela visita.
Que fique claro que eu também morro de saudades quando não posso “vir” ao Meu Mundo.
A ponte com certeza que nos vai aliviar de muita maka

Julio Mutisse disse...

Minha também Nelson. Minha mesmo, e como é minha, quando viajar de carro para te visitar por aí chamar-lhe-ei ponte da amizade, noutra ocasião ponte da família etc. Na convergência do simbolismo que todos e cada um dá a ponte, encontraremos um nome, uma forma de tratar a ponte ou até a chamaremos simplesmente "ponte" como chamamos aquela da Ilha de Moçambique mencionada acima.

Já agora, o que significa "Chitengo"? Enriqueça o meu vocabulário please

Wakuichinga disse...

Concerteza condecoravel Nelson.

Essa eh a ponte das nossas conquistas diarias, a ponte de todo cidadao mocambicano que no dia-a-dia luta para o bem estar desta patria amada. Eu perfiro chamar-lhe pelo nome do rio que a suporta com todo o seu peso e dos camioes e pessoas que passam por ela. Esta ponte para mim eh a ponte sobre o rio Zambeze, o maior do pais.

Nunoamorim disse...

Um ponto de vista interessante.
Andamos a discutir aspectos marginais(nome da ponte) e esquecemo-nos do essencial(a importância da ponte para o povo moçambicano).

Em 2003, acho que foi a última vez que visitei esse majestoso parque, contaram-me que aparecia, com frequência, o espirito do regulo Chitengo em forma de leão. Confirmas?

Orgulhosamente Moçambicano
Nuno Amorim

Nelson disse...

Nossa ponte Mutisse. Nossa eu tu e todos Moçambicanos que por ela passarem. Ponte da amizade sim amigo. Quantas amizades se farão atravez dela? Quantas outras serão restauradas? Ponte da família sim. Quão próximas ficarão os membros de algumas famílias? Simplesmente ponte.
Chitengo oque significa? De forma simples diria que é nome de um régulo. Mas a história tem muito mais que fico a te dever. Ainda não sei se o nome em si tem um significado. O acampamento ou melhor o lodge do parque Nacional da Gorongosa leva o nome Chitengo. Se eu me deixasse levar pela língua Nyungué que ainda sobra nos meus dentes graças ao facto de lá ter morado 2 anos confundiria “Chitengo” com “Tengo” que significa mato.

Nelson disse...

Wakuichinga.
Ponte sobre rio Zambeze é como eu vou chamá-la independentemente do seu nome oficial

Nelson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nelson disse...

Nuno, não tenho certeza se chamaria de “marginal” o debate sobre o nome a se atribuir à ponte. Com a postagem não pretendo menosprezar esse aspecto pois em “sitios” onde o debate aconteceu ou esta acontecendo, são levantadas algumas questões que são um verdadeiro “ food for the thouth”. Serviu de um pretexto para se questionar algumas decisões que são tomadas por ai.
O esprírito Chitengo realmente nos faz algumas visitas as vezes, especialmente quando nos esquecemos de lhes dar o respeito que merece

Tomas Daniel disse...

Alguém disse que não havia razão para a ponte não se chamar Armando Guebuza, é verdade mas também podia se chamar Tomás Queface, Antônio Venâncio, Manuel Machava, podia ser um nome de qualquer um de nós. O problema é que nenhum dos nomes tem uma relação com a ponte, não tem nada haver. Haveriam mais razões se a ponte sobre o rio zambeze se chama-se Ponte da Unidade, Ponte da União, ponte De Moçambique, sim, um destes nomes vale cem vezes mais que Ponte Armando Emílio Guebuza

Nelson disse...

“Alguém disse que não havia razão para a ponte não se chamar Armando Guebuza”
Muito exagerado esse alguém. Que a ponte se chamasse como se chamasse mas dizer que era “um imperativo nacional” que se chamasse Guebuza é “lamber” demais.
Deve ser por essa confusão que para mim ela é ponte sobre rio Zambeze